link para a Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da SaúdeImagem Dicas em Sa˙deClique aqui para imprimirClique aqui para fechar a página
 link para a Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde Elaborada em dezembro 2009
Aumenta a letra do texto Diminui a letra do texto
Gravidez na adolescência

A gravidez na adolescência é um problema?

Do ponto de vista físico, o corpo de uma mulher está preparado para a gravidez dois anos após a primeira menstruação e esta gravidez deverá ser acompanhada mensalmente no pré-natal; a gravidez é mais perigosa nas adolescentes com menos de 15 anos.

Uma gravidez não planejada pode trazer complicações para a adolescente, seu companheiro, sua família, seu filho. A jovem terá que abandonar a escola? Quem cuidará do bebê? Quem vai sustentar o bebê? A jovem terá que trabalhar? Antes de tomar a decisão, é preciso pensar bem em todas essas questões!

Dúvidas comuns sobre gravidez na adolescência...

- Não se engravida na primeira transa?
Mentira. Se a garota estiver no período fértil poderá sim, engravidar.

- O que é período fértil?
É o período do ciclo menstrual em que a mulher está produzindo o óvulo e pode engravidar.

- É possível ficar grávida antes de começar a menstruar?
Sim, é possível, pois o período fértil ocorre antes da menstruação.

- É possível engravidar mesmo sendo virgem?
Sim, é possível, se o parceiro ejacular muito perto da vagina e a jovem estiver no período fértil.

- Qual o melhor método para evitar a gravidez na adolescência?
Todo método anticoncepcional pode ser utilizado pela adolescente depois que ela comece a menstruar e deseje ter vida sexual ativa. A escolha deve ser feita pelo casal, juntamente com um profissional de saúde que explicará as vantagens e desvantagens de cada método.

Existe uma grande variedade de métodos e cada um funciona de uma maneira, uns são mais seguros, outros menos. Uns são mais fáceis de serem utilizados outros menos. Eles se dividem em quatro tipos:

Métodos de Barreira: utilizam produtos ou instrumentos para impedir a passagem dos espermatozóides através da vagina. São eles: camisinha masculina, camisinha feminina, diafragma e espermicidas;
     
Métodos Comportamentais: são práticas que dependem basicamente do comportamento da mulher e exigem um conhecimento prévio do corpo feminino para poder ser aplicado. São eles: tabelinha, muco e temperatura.
     
Métodos Hormonais: são comprimidos ou injeções feitos com hormônios não naturais. Este tipo de método interfere no equilíbrio hormonal do corpo, alterando o desenvolvimento do endométrio, o movimento das tubas uterinas, a produção do muco cervical e também impedindo que a ovulação ocorra. São eles: pílulas, injeções e implantes. Dispositivo Intra-uterino - DIU: é um objeto colocado no interior da vagina para evitar a concepção.

Métodos Cirúrgicos ou Esterilização: não é exatamente um método anticoncepcional, mas uma cirurgia que se realiza no homem ou na mulher com a finalidade de evitar definitivamente a concepção. A esterilização feminina é chamada de laqueadura e a esterilização masculina, vasectomia.

Importância do uso da camisinha:

A camisinha oferece dupla proteção: protege contra as doenças sexualmente transmissíveis e aids e também evita uma gravidez não planejada.

 IMPORTANTE