link para a Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da SaúdeImagem Dicas em Sa˙deClique aqui para imprimirClique aqui para fechar a página
 link para a Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde Elaborada em março de 2013
Aumenta a letra do texto Diminui a letra do texto
Soluço

O soluço é produzido pela contração involuntária do diafragma (músculo que separa o peito do abdome), seguido pelo fechamento da glote (abertura da laringe), durante a inspiração.
As crises têm duração variável e podem durar minutos, horas ou até semanas. Na maioria das vezes o soluço melhora espontaneamente em poucos minutos. No entanto, as crises podem ser sintomas de inúmeras doenças, de ordem respiratória, digestiva, genital, vascular, psicológica, metabólica ou outras relacionadas ao sistema nervoso central.  O soluço pode ter causas psicológicas como ansiedade, tristeza, agonia e depressão Desta forma, o médico deverá atuar com o objetivo de tratar esses problemas, o que irá resultar no fim do soluço.


Crianças têm mais soluço que os adultos
A rapidez com que os bebês se alimentam e o excesso de alimentos que consomem aliados à ingestão de ar podem dificultar a digestão, na medida em que distende o estômago, e pode provocar contrações do diafragma, músculo ainda imaturo em bebês e causa principal do soluço.


Acabando com uma crise de soluços – soluções caseiras que funcionam!

Prender a respiração
Prender a respiração eleva a quantidade de moléculas de gás carbônico (CO2) na corrente sanguínea, o que faz com que o cérebro atue no sentido de contrair o diafragma.

Beber água gelada
A ingestão de água gelada atua no sentido de estimular, pela mudança de temperatura, o nervo vago (atua na secreção de líquidos digestivos) que também age sobre o diafragma.

Levar um susto
O susto provoca um alerta que libera, na corrente sanguínea, um composto químico chamado catecolamina, que é capaz de regular o funcionamento do nervo frênico (responsável pelo processo de inspiração do diafragma).

 IMPORTANTE