Ir para Portal Saúde Ministério da Saúde Ir para Portal Brasil.GovBrasil.Gov
Perguntas Frequentes Contato
Página principal > Perguntas frequentes
Perguntas frequentes
Perguntas gerais
Aqui estão perguntas relacionadas ao paciente de hanseníase.

Onde é feito o tratamento da hanseníase?
Nos postos, centros de saúde, Programa de Saúde da Família (PSF) e outras estratégias da atenção básica de saúde da população, que devem estar preparados para atender as pessoas que contraírem hanseníase. A consulta e todo o tratamento, até os medicamentos, são gratuitos. E dever do governo atender a todas as necessidades do tratamento, incluindo a prevenção de incapacidades e a reabilitação. O portador de hanseníase, seus familiares e a comunidade devem exigir esse direito.

Há necessidade de separar o portador de seus familiares?
Não. A pessoa que está fazendo tratamento de hanseníase pode e deve ficar junto de sua família, no trabalho, na escola, sem sofrer separação ou rejeição. Todo portador de hanseníase, mesmo os que tem formas contagiantes, deixam de contagiar as pessoas assim que iniciam o tratamento, Por isso, o tratamento é feito em ambulatório e o portador de hanseníase deve continuar a realizar suas atividades normalmente.

É necessário afastar o paciente em tratamento do seu trabalho?
Não. Todos os pacientes que fazem tratamento regular devem continuar trabalhando normalmente. A legislação sanitária afirma que é dever dos profissionais da saúde "garantir a manutenção dos doentes no trabalho, independente da forma clínica observada".

Quais os direitos e deveres do paciente?
Os pacientes de hanseníase têm todos os direitos assegurados como qualquer cidadão, além dos que lhe são garantidos pelas portarias ministeriais, que são os seguintes:

a) Portaria nº 724/eM, de 06/07/93, que instituiu o Comitê Técnico-Assessor de Dermatologia Sanitária, onde o Morhan participa como membro integrante.

b) Portaria nº 8141CM, de 22/07/93, que regulamenta o tratamento da hanseníase no país (D.O. 04/08/93).

Quanto aos deveres, os pacientes também devem ser alertados quanto á sua parcela de responsabilidade no tratamento, pois sem isso não haverá controle da infecção, nem cura da doença e nem eliminação do problema no país. Para outras informações procure o centro de saúde mais próximo de sua casa ou ligue para o TELEHANSEN® 0800262001.

Quanto tempo demora o tratamento?
Se a pessoa tiver menor quantidade de bacilos (Formas Paucibacilares), o tratamento Poliquimioterápico (PQT) demora 6 meses ou 6 doses. Se tiver maior quantidade de bacilos (Formas Multibacilares), 1 ano ou 12 doses para a cura.

A PQT é doada para o Brasil pela Organização Mundial de Saúde, e tem que estar em todos os municípios gratuitamente.

Onde se tratar de hanseníase?
O tratamento é gratuito* e ambulatorial, não necessitando de internação hospitalar, exceto em caso de complicações. Os medicamentos são fornecidos pelos diversos locais autorizados (unidades sanitárias, centros de referência, hospitais escola).

* Nenhum serviço público é gratuito na verdade. A saúde e a educação pública são frutos da alocação de recursos financeiros do orçamento federal, advindos da arrecadação de impostos. Fiscalize a aplicação desses recursos, exija serviços de qualidade e humanizados. Usufruir é nosso direito, contribuir é o nosso dever!

Fonte: Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase – MORHAN
http://www.morhan.org.br/

Perguntas por temas