Goiânia, 07 de novembro de 2005.

ENFERMAGEM HUMANISTA NO TRABALHO DE PARTO E PARTO

Raquel Calixto

Rodrigo Raimundo Santiago de Freitas

Cinthia dos Santos Cruz Canzi

Luciana José Alves Campos

Gilson da Rocha Júnior

O presente estudo foi realizado por acadêmicos do sexto período de enfermagem da UNIGRANRIO Universidade do Grande Rio, no mês de junho de 2005. Foca a atenção que os enfermeiros e profissionais de saúde devem adotar para que a gestante tenha um pré parto e um parto mais humanizado. Objetivou mostrar aos profissionais de saúde que é possível a implementação de um atendimento mais satisfatório, já que o parto é um ato da mulher e deve proporcionar a ela a sensação de bem-estar. Como referência metodológica adotada utilizamos a pesquisa qualitativa que tem por objetivo traduzir e expressar o sentido dos fenômenos do mundo social; trata-se de reduzir a distancia entre o indicador e indicado entre teorias e dados, entre contexto e ação. Onde foram utilizadas informações entrevistas e revisões de literaturas como referência. Resultamos em uma nova postura perante as gestantes no pré parto e no parto. Concluindo então que todos os profissionais de saúde se ocupem do conjunto de suas competências, a prestação do cuidado de saúde não só da gestante e do recém nascido, mais de toda a sua família, independente das idealizações buscando o conforto da mulher e da criança no momento do parto, em busca da conscientização por um parto mais humanizado.

Correspondência para: Raquel Calixto, e-mail: rrqrrel@hotmail.com