Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

18 a 24/11 – "O futuro dos antibióticos depende de todos nós": Semana Mundial de Conscientização Sobre o Uso de Antibióticos

  • Publicado: Terça, 19 de Novembro de 2019, 12h07
  • Acessos: 419

Todos os anos, no mês de novembro, ocorre a Semana Mundial de Conscientização Sobre o Uso de Antibióticos. A campanha visa aumentar a conscientização global sobre a resistência a antibióticos e incentivar as melhores práticas entre o público em geral, profissionais de saúde e formuladores de políticas para evitar o surgimento e a disseminação de resistência a antibióticos. Desde a sua descoberta, os antibióticos têm sido fundamentais na medicina moderna. No entanto, seu uso excessivo e persistente na saúde humana e animal incentivou o surgimento e a disseminação da resistência a antibióticos, que ocorre quando as bactérias tornam-se resistentes aos medicamentos usados ​​para tratá-las. Em 2.019, as atividades da semana mundial ocorrem entre os dias 18 e 24.

A resistência antimicrobiana ocorre quando os microorganismos (como bactérias, fungos, vírus e parasitas) mudam quando são expostos a medicamentos antimicrobianos (como antibióticos, antifúngicos, antivirais, antimaláricos e anti-helmínticos). Os microorganismos que desenvolvem resistência antimicrobiana às vezes são chamados de "superbactérias". Como resultado, os medicamentos se tornam ineficazes e as infecções persistem no organismo, aumentando o risco de propagação para outras pessoas.

A resistência antimicrobiana é uma grave ameaça à saúde pública global que requer ação em todos os setores governamentais e na sociedade, pois põe em risco a prevenção e o tratamento eficazes de uma gama cada vez maior de infecções.

A resistência antimicrobiana afeta o tratamento de infecções adquiridas na comunidade e também as adquiridas em hospitais, causando grande aumento nos custos de assistência médica devido à necessidade de medicamentos mais caros e uma estadia hospitalar prolongada. Patógenos multirresistentes são responsáveis ​​pelo aumento da morbimortalidade de pacientes internados em hospitais, afetando a maioria dos pacientes frágeis, em unidades de terapia intensiva, oncologia e neonatologia, que geralmente resultam em alta mortalidade.

Controle da resistência

As principais ações que contribuem para a contenção da resistência antimicrobiana são: prescrição adequada, educação comunitária, monitoramento da resistência e infecções associadas à assistência à saúde e o cumprimento da legislação sobre uso e dispensação de antimicrobianos.

A resistência antimicrobiana é um problema complexo que afeta toda a sociedade e é impulsionada por muitos fatores interconectados. Intervenções isoladas têm impacto limitado, sendo necessária uma ação coordenada para minimizar o surgimento e a disseminação da resistência antimicrobiana, bem como investimentos em pesquisa e desenvolvimento de novos medicamentos antimicrobianos, vacinas e ferramentas de diagnóstico.


Fontes:

Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Agenda de Saúde Sustentável para as Américas 2018-2030

World Health Organization

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página