Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Edições 2012 > IS nº 01 > ANTICONCEPÇÃO
Início do conteúdo da página

CRESCIMENTO

Publicado: Terça, 12 de Maio de 2015, 17h22 | Acessos: 2138

ESTADO NUTRICIONAL; ESTUDANTES

003
MACHADO, Zenite et al. Crescimento físico e estado nutricional de escolares: estudo comparativo - 1997 e 2009. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano, Florianópolis,v. 13, n. 3, p. 216-222, maio/jun. 2011. Disponível em Scielo

O crescimento físico e estado nutricional são considerados excelentes indicadores de saúde, ao permitir o estabelecimento de padrões de monitoramento do desenvolvimento, principalmente de escolares. O estudo objetivou comparar o perfil de crescimento e estado nutricional de escolares em dois momentos 1997 e 2009. Os dados do crescimento físico e do estado nutricional da amostra atual foram 645 escolares (270 do sexo masculino e 375 do sexo feminino). Foi utilizada a adequação IMC/Idade, utilizando-se como padrão de referência as curvas de crescimento da Organização Mundial da Saúde (OMS). Embora não tenham sido verificadas diferenças estatisticamente significativas nos indicadores estatura e massa corporal dos escolares, foi possível observar uma tendência de aumento destas variáveis entre as duas amostras e em ambos os sexos. Em relação à adequação do IMC, observou-se um aumento no percentual de rapazes com IMC baixo para a idade, a duplicação do percentual de obesos e uma redução no percentual de sujeitos com sobrepeso. No grupo feminino, percebeu-se um aumento na quantidade de indivíduos com Baixo Peso, Sobrepeso e Obesidade e um decréscimo no número de escolares com IMC adequado para idade. Pode-se concluir que os indicadores de crescimento físico (peso, estatura e IMC) não apresentaram mudanças significativas no período de tempo compreendido entre as duas amostras (1997 e 2009). No entanto, foi possível verificar uma tendência para incremento na estatura, na massa corporal e no número de sujeitos com Risco para Obesidade e Obesidade, principalmente no sexo feminino.

Fim do conteúdo da página