Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

ACIDENTES POR QUEDA

Publicado: Quarta, 13 de Maio de 2015, 16h43 | Acessos: 1188

IDOSOS; EQUILÍBRIO POSTURAL

092
MUJDECI, Banu; AKSOY, Songul; ATAS, Ahmet. Avaliação do equilíbrio em idosos que sofrem queda e aqueles que não sofrem quedas. Brazilian Journal of Otorhinolaryngology, São Paulo, v. 78, n. 5, p. 104-109, 2012. Disponível em:
http://www.scielo.br/pdf/bjorl/v78n5/v78n5a16.pdf

Quedas representam um importante problema de saúde entre a população idosa. Aproximadamente um terço dos idosos acima de 65 anos de idade sofrerão uma ou mais quedas por ano. OBJETIVO: Avaliar o equilíbrio entre idosos que caem e aqueles que não sofrem queda. Desenho do estudo: clínico. MÉTODOS: Investigamos 30 indivíduos com mais de 65 anos de idade. 15 haviam sofrido queda em um período de um ano (Grupo I) e 15 não tinham passado de quedas (Grupo II). Comparamos os valores da Posturografia Dinâmica Computadorizada (PDC); Teste de Organização Sensorial (TOS); Limites de Estabilidade (LE); Deslocamento Ponderal Rítmico (DPR) e Escala de Equilíbrio de Berg (EEB) entre os indivíduos dos grupos I e II. RESULTADOS: Os valores de TOS 3, 6 e composto, EEB e escore de velocidade no eixo direita-esquerda do DPR foram significativamente menores no Grupo I e determinamos o TOS 4, 5, 6, composto e EEB do grupo II (p < 0,05). CONCLUSÃO: Os valores de PDC e EEB em idosos que sofrem quedas estiveram significativamente mais baixos quando comparados àqueles que não caíram.

Fim do conteúdo da página