Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Edições 2013 > IS nº 04 > ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
Início do conteúdo da página

ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

Publicado: Terça, 12 de Maio de 2015, 16h40 | Acessos: 9954

ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA; POLÍTICA DE SAÚDE; SUS

093
OLIVEIRA, Maria Amélia de Campos; PEREIRA, Iara Cristina. Atributos essenciais da Atenção Primária e a Estratégia Saúde da Família. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 66, n. spe, p. 158-164, set. 2013. Disponível em Scielo

A Atenção Primária à Saúde tem como atributos essenciais a atenção no primeiro contato, a longitudinalidade, a integralidade e a coordenação, e como atributos derivados a orientação familiar e comunitária e a competência cultural. Discute-se a importância de tais atributos na Estratégia Saúde da Família, proposta político-governamental para a mudança do modelo de atenção à saúde no contexto do Sistema Único de Saúde no Brasil.


GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA; CUIDADO PRÉ-NATAL

094
BARBARO, Maria Cristina; LETTIERE, Angelina; NAKANO, Ana Marcia Spano. Assistência pré-natal à adolescente e os atributos da Atenção Primária à Saúde. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 22, n. 1, p. 108-114, jan./fev. 2014. Disponível em Scielo

OBJETIVO: avaliar a atenção pré-natal às adolescentes em unidades de saúde, segundo os atributos da Atenção Primária à Saúde. MÉTODO: estudo de abordagem quantitativa, realizado com profissionais de saúde, utilizando-se o instrumento Primary Care Assessment Tool-Brasil, para analisar a presença e extensão dos atributos. RESULTADOS: para todas as unidades participantes, o atributo acesso obteve escore =6,6; os atributos longitudinalidade, coordenação (integração de cuidados), coordenação (sistemas de informação) e integralidade obtiveram escores =6,6 e escore essencial =6,6. Comparando-se as unidades básicas e as unidades de saúde da família, os escores estão igualmente distribuídos: acessibilidade: =6,6 e os demais atributos com escores =6,6, no entanto, o escore essencial nas unidades básicas foi =6,6 e nas unidades de saúde da família foi =6,6. CONCLUSÃO: a ampliação da cobertura das unidades de saúde da família e a capacitação profissional podem ser estratégias para qualificar a atenção à saúde.

Fim do conteúdo da página