Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Edições 2013 > IS nº 04 > ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
Início do conteúdo da página

BIOÉTICA

Publicado: Terça, 12 de Maio de 2015, 16h41 | Acessos: 1771

ASSISTÊNCIA À SAÚDE; JUSTIÇA SOCIAL; SUS

095
COBUCCI, Ricardo Ney Oliveira; DUARTE, Lucélia Maria Carla Paulo da Silva. Bioética, assistência médica e justiça social. Revista Bioética, Brasília, v. 21, n. 1, p. 62-66, jan./abr. 2013. Disponível em Scielo

O Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro garante o acesso universal e integral aos serviços de saúde. Entretanto, na prática, o SUS não tem permitido que os cidadãos desfrutem de uma assistência com equidade, reforçando a dificuldade de se atingir a justiça social em uma sociedade tão desigual e injusta como a brasileira. A ética propõe a equidade como base para resolver as distorções na distribuição da saúde, possibilitando o acesso universal. Este artigo tem como objetivo precípuo discutir como a bioética pode auxiliar para que haja maior equidade na assistência médica em nosso país.


DIREITOS HUMANOS; 
ENSINO

096
GARCIA ALARCON, Rodrigo Hernán. A bioética na perspectiva latino-americana, sua relação com os direitos humanos e a formação da consciência social de futuros profissionais. Revista Latinoamericana de Bioética, Bogotá, v. 12, n. 2, p. 44-51, jul./dic. 2012. Disponível em Scielo

Este artigo apresenta o reducionismo ao qual vem sendo objeto a disciplina da Bioética. É por esta razão, e contribuindo para a visão do magnífico campo de seu objetivo, que se menciona seu caráter holístico e geral. Aspectos intrínsecos de estudo a partir do seu próprio fundador, e hoje insubstituíveis pela crise gerada com a intervenção negativa do ser humano e por sua negligencia na execução de soluções. Da mesma forma, e como uma contribuição fundamental ao tema em questão, é apresentado o objeto de estudo da Bioética na América Latina, com seu desenvolvimento, campo e objetivo de estudo próprio. Passa-se então à simbiose ou estreita relação da Bioética com os Direitos Humanos, representada de maneira particular na Declaração Universal sobre Bioética e Direitos Humanos aprovada pela UNESCO, de onde se pode inferir um dos aspectos fundamentais objeto de estudo da Bioética latino-americana, que é a parte social. Finalmente, aborda o interessante e necessário aspecto do ensino da Bioética aos futuros profissionais, como uma contribuição da função e projeção social da universidade.

Fim do conteúdo da página