Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Edições 2014 > IS nº 01 > SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS)
Início do conteúdo da página

ACESSO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE

Publicado: Terça, 21 de Outubro de 2014, 14h51 | Acessos: 2609

REDE ASSISTENCIAL; ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE; SUS

001
SOUSA, Fabiana de Oliveira Silva; MEDEIROS, Kátia Rejane de; GURGEL JUNIOR, Garibaldi Dantas; ALBUQUERQUE, Paulette Cavalcanti de. Do normativo à realidade do Sistema Único de Saúde: revelando barreiras de acesso na rede de cuidados assistenciais. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 19, n. 4, p. 1283-1293, abr. 2014. Disponível em Scielo

Neste artigo são analisadas as condições de acesso integral na rede assistencial do Recife (PE), a partir do caminho percorrido pelos usuários da atenção básica à especializada. Combinam-se abordagens quantitativa e qualitativa com a triangulação de métodos como técnica de investigação. A Hipertensão Arterial Sistêmica foi escolhida como condição traçadora, por se tratar de um agravo que demanda assistência em vários pontos da rede de saúde municipal. A pesquisa revelou diferentes barreiras de acesso desde a atenção básica à saúde, se acentuando nos demais níveis assistenciais, adiando o atendimento oportuno e, consequentemente, prolongando o sofrimento da população. Fatores estruturais, como a ausência de profissionais médicos na atenção básica, insuficiente oferta de consultas e exames especializados, aliados à própria dinâmica de funcionamento dos serviços de saúde, constituem obstáculos reais que o usuário enfrenta na busca pelo cuidado contínuo e integral no Sistema Único de Saúde (SUS). Faz-se necessário, além de ampliar e qualificar a oferta de serviços, principalmente exames complementares, fortalecer a comunicação entre os níveis assistenciais do SUS, com vistas a consolidar uma rede articulada, melhorando a organização dos fluxos assistenciais.

Fim do conteúdo da página