Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

ATENÇÃO BÁSICA

Publicado: Terça, 12 de Maio de 2015, 11h05 | Acessos: 1461

ENSINO DE ENFERMAGEM; ENSINO MÉDICO

035
CARACIO, Flávia Cristina Castilho et al. A experiência de uma instituição pública na formação do profissional de saúde para atuação em atenção primária. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 19, n. 7, p. 2133-2142, jul. 2014. Disponível em Scielo

Este estudo analisa a formação de enfermeiros e médicos de uma instituição pública do município de Marília para a atuação em Atenção Primária, identificando as concepções dos docentes, coordenadores e egressos em relação à formação profissional. Trata-se de um estudo qualitativo, exploratório, realizado por meio de entrevistas com 21 sujeitos. Os resultados revelaram que segundo os entrevistados ambos os cursos preparam os profissionais para atuar em Atenção Primária, entretanto, com limitações em relação às ações de gestão e cuidado coletivo. Os entrevistados acreditam que o uso das metodologias ativas tem sido importante para o processo de ensino e aprendizagem e que o fato dos estudantes participarem desde o primeiro ano da graduação junto a Atenção Primária amplia o conhecimento sobre esta realidade. O estudo aponta para a necessidade do fortalecimento da parceria ensino serviço e de estratégias que melhorem a formação do médico para atuação na Atenção Primária.


SISTEMAS DE SAÚDE; 
ESTUDO DE CASO

036
HENRIQUE, Flávia et al. Modelo de atenção primária à saúde na Venezuela, misión barrio adentro I: 2003-2006. Trabalho, Educação e Saúde, Rio de Janeiro,  v. 12, n. 2, p. 305-326, maio/ago. 2014. Disponível em Scielo

Este artigo descreve o modelo de atenção primária à saúde da Venezuela: Misión Barrio Adentro I. O método utilizado foi o estudo de caso por meio de análise documental, roteiro de observação e entrevistas obtidas em campo durante os meses de julho e agosto de 2006. Os resultados mostram que a Misión Barrio Adentro está se estruturando rapidamente, com a construção de consultórios populares e desenvolvimento do Sistema Público Nacional de Saúde, que garantem referência e contrarreferência. O processo está baseado no trabalho em equipe, predominam atividades curativas, com desenvolvimento de atividades de prevenção e forte participação popular. Embora as metas estejam sendo atingidas, têm sido pouco documentadas. Este estudo permitiu ampliar o conhecimento acerca dos diferentes modelos de atenção primária em saúde implantados na América Latina, em um contexto de transformação social.

Fim do conteúdo da página