Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Edições 2016 > IS nº 04 > CONTROLE DE VETORES
Início do conteúdo da página

ASSISTÊNCIA AO PARTO

Publicado: Quarta, 05 de Outubro de 2016, 15h03 | Acessos: 1949

SAÚDE MATERNO-INFANTIL; INDICADORES BÁSICOS DE SAÚDE

095
SILVA, Ana Lucia Andrade da; MENDES, Antonio da Cruz Gouveia; MIRANDA, Gabriella Morais Duarte; SANTOS NETO, Pedro Miguel dos. Assistência ao parto no Brasil: uma situação crítica ainda não superada, 1999-2013. Revista Brasileira de Saúde Materno-Infantil, Recife, v. 16, n. 2, p. 129-137, abr./jun. 2016. Disponível em Scielo

Objetivos: analisar a evolução da assistência ao parto no Brasil, entre 1999-2013. Métodos: foi realizado um estudo ecológico de séries temporais, utilizando dados dos sistemas de informações do Ministério da Saúde, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e Rede Interagencial de Informações para a Saúde. Analisaram-se 18 indicadores referentes aos nascimentos e óbitos. Resultados: percebeu-se redução da fecundidade, natalidade e número total de partos. Houve crescimento dos leitos em UTI adulto, e redução dos leitos de obstetrícia. Identificou-se aumento dos nascimentos entre mulheres com 40 anos e mais, com crescimento maior de 100% de primíparas nesse grupo etário, e 19% de nascimentos de mães adolescentes. O expressivo crescimento dos partos cesarianos, da cobertura de consultas pré-natal e hospitalização dos partos ocorreram simultaneamente com o crescimento: dos óbitos infantis preveníveis por adequada atenção na gestão e parto, da prematuridade; do baixo peso; da síndrome de Down; e da persistência das mortes maternas por causas obstétricas diretas. Conclusões: persiste hegemônico o modelo tecnocrático de assistência ao parto, frente às mudanças observadas no perfil das mães e nascimentos, com redução lenta dos óbitos perinatais e neonatais e manutenção de elevada mortalidade materna demonstrando que a situação crítica do modelo de assistência ao parto no Brasil ainda não foi superada.

Fim do conteúdo da página