Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Edições 2016 > IS nº 04 > CONTROLE DE VETORES
Início do conteúdo da página

DIABETES MELLITUS

Publicado: Quarta, 05 de Outubro de 2016, 15h39 | Acessos: 1986

POPULAÇÃO INDÍGENA; SAÚDE DA MULHER

099
FREITAS, Glênio Alves de; SOUZA, Maria Cristina Corrêa de; LIMA, Rosangela da Costa. Prevalência de diabetes mellitus e fatores associados em mulheres indígenas do Município de Dourados, Mato Grosso do Sul, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 32, e00023915, 2016. Disponível em Scielo

O objetivo do estudo foi estimar a prevalência de glicemia capilar casual alterada, sugestiva de diabetes mellitus, e sua associação com os fatores socioeconômicos, demográficos, antropométricos e clínicos em mulheres indígenas do Município de Dourados, Mato Grosso do Sul, Brasil. Trata-se de um estudo transversal, com amostra probabilística composta por mulheres de 18-59 anos, residentes nas aldeias Bororó e Jaguapiru. Foi utilizado um questionário padronizado para a coleta das informações, e a análise estatística, realizada por meio dos testes Kruskal Wallis, Mann Whitney e do modelo linear generalizado. Entre as 385 mulheres, 7% apresentaram glicemia capilar casual alterada sugestiva de diabetes mellitus. No modelo linear generalizado, permaneceram associadas, no modelo final, as variáveis idade (p < 0,001), pressão arterial sistólica (p = 0,002) e etnia (p = 0,022). Este estudo demonstra a necessidade de mudanças comportamentais, com o auxílio de intervenções educativas como estratégia de prevenção e controle do diabetes mellitus.

Fim do conteúdo da página