Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Edições 2017 > IS nº 01 > SEGURANÇA DO PACIENTE
Início do conteúdo da página

QUALIDADE DE VIDA

Publicado: Terça, 14 de Fevereiro de 2017, 15h17 | Acessos: 296

ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL; ENFERMAGEM EM SAÚDE PÚBLICA

025
CANUTO, Mary Ângela de Oliveira; NOGUEIRA, Lídya Tolstenko; ARAUJO, Telma Maria Evangelista de. Qualidade de vida relacionada à saúde de pessoas após acidente vascular cerebral. Acta Paulista de Enfermagem, São Paulo, v. 29, n. 3, p. 245-252, maio/jun. 2016. Disponível em: Scielo

Objetivo: Avaliar a qualidade de vida relacionada à saúde de pessoas após acidente vascular cerebral e associar esse evento às características desses indivíduos. Métodos: Estudo transversal realizado em centro de reabilitação com pessoas sobreviventes de acidente vascular cerebral com 104 pacientes. Foram aplicados Miniexame do Estado Mental; instrumento para coleta de informações sociodemográficas, econômicas, do arranjo familiar e clínicas; e Stroke Specific Quality of Life Scale. Resultados: Das 104 pessoas investigadas, 77 não apresentaram défice cognitivo e responderam aos instrumentos. A média no Mini-exame do estado mental (MEEM) foi 24,9 (±4,3); 51,9% eram homens, a média da idade foi 57,3(±17,2) anos, a maioria era casada (48,1%), com 8 anos ou mais de estudo (50,7%). A qualidade de vida relacionada à saúde foi afetada (146,8±36,3), principalmente nos domínios relações sociais e familiares. Conclusão: Evidenciaram-se comprometimento da qualidade de vida relacionada à saúde e consequências negativas da doença, associadas à escolaridade, dislipidemia, hemiplegia esquerda e dificuldade de fala.

Fim do conteúdo da página