Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Edições 2017 > IS nº 02 > SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL
Início do conteúdo da página

SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

Publicado: Sexta, 12 de Maio de 2017, 16h57 | Acessos: 1458

POBREZA; REVISÃO SISTEMÁTICA

053
BEZERRA, Thaíse Alves; OLINDA, Ricardo Alves de; PEDRAZA, Dixis Figueroa. Insegurança alimentar no Brasil segundo diferentes cenários sociodemográficos. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 22, n. 2, p. 637-651, fev. 2017. Disponível em Scielo

O objetivo deste artigo é apontar a prevalência de insegurança alimentar, assim como fatores associados, em diferentes cenários sociodemográficos no Brasil. Realizou-se revisão sistemática com metanálise de artigos publicados de 2004 a 2013 sobre Segurança Alimentar e Nutricional a partir da busca em bases de dados. Calculou-se a média ponderada da prevalência de insegurança alimentar e as Razões de Chances considerando a categorização dos artigos segundo a origem de suas amostras. A média ponderada da prevalência de insegurança alimentar para escolas/creches, serviços de saúde/beneficiários do Programa Bolsa Família e populações em iniquidades sociais foi, respectivamente, de 61,8%, 76,6% e 87,2%, com maiores Razões de Chances em relação aos estudos de base populacional e aos resultados da PNAD. A renda familiar, a quantidade de indivíduos no domicílio e o tipo de moradia foram as principais variáveis que apresentaram relação inversa significante com a insegurança alimentar. Os resultados evidenciam a determinação social da insegurança alimentar no Brasil.

Fim do conteúdo da página