Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Edições 2017 > IS nº 03 > EQUIDADE EM SAÚDE
Início do conteúdo da página

COCAÍNA CRACK

Publicado: Segunda, 07 de Agosto de 2017, 11h56 | Acessos: 183

USUÁRIOS DE DROGAS; SAÚDE MENTAL; ENFERMAGEM

064
CARVALHO, Milca Ramaiane da Silva et al. Motivações e repercussões do consumo de crack: o discurso coletivo de usuários de um Centro de Atenção Psicossocial. Escola Anna Nery, Rio de Janeiro, v. 21, n. 3, e20160178. Epub 05-Jun-2017. Disponível em Scielo

Objetivo: Identificar as motivações e repercussões relacionadas ao consumo do crack por pessoas atendidas em um Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD) no interior da Bahia. Método: Estudo de abordagem qualitativa desenvolvida com oito usuários de crack atendidos em um CAPS AD de um município baiano. Realizaram-se entrevistas nos meses de outubro e novembro de 2013, cujo conteúdo foi organizado pela técnica do Discurso do Sujeito Coletivo. Resultados: O estudo revela que a curiosidade e o desejo de pertencer aos grupos de pares são eventos que motivam a experimentação do crack, cujo consumo desencadeia comportamento agressivo e paranoico, depressão, prejuízos financeiros e abandono familiar e de amigos. Conclusão: Diante as repercussões sociais e para a saúde, tornam-se necessárias ações para a prevenção do uso/consumo do crack, sobretudo no sentido de intervir sobre as motivações que incitam o primeiro uso e as recaídas.

Fim do conteúdo da página