Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

VIGILÂNCIA SANITÁRIA

Publicado: Quinta, 08 de Fevereiro de 2018, 12h06 | Acessos: 973

FINANCIAMENTO; EQUIDADE EM SAÚDE

030
BATTESINI, Marcelo; ANDRADE, Carla Lourenço Tavares de; SETA, Marismary Horsth De. Financiamento federal da Vigilância Sanitária no Brasil de 2005 a 2012: análise da distribuição dos recursos. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 22, n. 10, p. 3295-3306, out. 2017. Disponível em Scielo

A Vigilância Sanitária realiza um conjunto de ações de prevenção de riscos à saúde relacionados ao consumo de produtos e à prestação de serviços no âmbito do Sistema Único de Saúde. A realização das ações de Vigilância Sanitária depende fortemente da política de financiamento federal, que é indutora da sua descentralização. O objetivo deste texto é analisar o financiamento federal da Vigilância Sanitária para estados e municípios, a partir dos repasses programados, no período entre 2005-2012. Entre os principais resultados estão o aumento nos valores per capita, com manutenção em torno do valor médio de R$ 1,25/hab/ano; o aumento no número de municípios que pactuaram a realização de ações estratégicas; e uma tendência de estabilização nos percentuais atinentes a cada ente federado em torno de 50% aos Municípios, 25% aos entes federados Estado e 20% aos Laboratórios Centrais de Saúde Pública. Os resultados evidenciam que a adoção de valores per capita unificados para todo o país provocou distorções que indicam iniquidade entre territórios estaduais, apontando a necessidade de tornar mais preciso o conceito de equidade no financiamento no âmbito do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária e de ampliar a discussão sobre os critérios de alocação atualmente utilizados.

Fim do conteúdo da página