Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Edições 2019 > IS nº 04
Início do conteúdo da página

INTERNAÇÃO COMPULSÓRIA DE DOENTE MENTAL

Publicado: Terça, 15 de Outubro de 2019, 15h13 | Acessos: 62

TRATAMENTO PSIQUIÁTRICO INVOLUNTÁRIO; CONHECIMENTOS, ATITUDES E PRÁTICA EM SAÚDE; SATISFAÇÃO DO PACIENTE

105
CORREIA, Tânia Sofia Pereira. Perceções, atitudes e emoções dos doentes submetidos a internamento psiquiátrico compulsivo: revisão integrativa. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental, Porto, n. 20, p. 81-90, dez. 2018. Disponível em Scielo

CONTEXTO: O internamento compulsivo em Psiquiatria é um dos temas mais desafiantes desta área da saúde devido às questões éticas envolvidas. A experiência de estar sob cuidados involuntários, nomeadamente em internamento compulsivo, caracteriza-se por sentimentos negativos face à perda de liberdade e autonomia. OBJETIVOS: Conhecer perceções, atitudes e emoções dos doentes submetidos a internamento compulsivo. MÉTODOS: Revisão integrativa da literatura através de pesquisa nas bases de dados EBSCO e Trip Database nas duas primeiras semanas de janeiro de 2018, cujos critérios de inclusão foram: estarem disponíveis em full text, de abordagem quantitativa, qualitativa e/ou revisões de literatura, nos idiomas Português, Inglês e Espanhol e terem como tema de pesquisa as perceções, atitudes e emoções de doentes internados compulsivamente em psiquiatria. RESULTADOS: Foram encontrados 8 artigos que dão resposta ao objetivo do estudo, incluem uma revisão de literatura, quatro estudos observacionais, um ensaio controlado, um estudo qualitativo e um estudo de validação de escala. CONCLUSÕES: Face à experiência de internamento compulsivo, foram identificadas perceções, atitudes e emoções maioritariamente negativas, mas também positivas e ambivalentes. Conclui-se que estas vivências podem ter consequências para além do internamento e que há práticas que devem ser aperfeiçoadas no sentido de melhorar a experiência do doente sujeito a internamento compulsivo.

Fim do conteúdo da página