Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Edições 2020 > IS nº 01 > DIABETES MELLITUS TIPO 2
Início do conteúdo da página

DIABETES MELLITUS TIPO 2

Publicado: Segunda, 13 de Janeiro de 2020, 16h54 | Acessos: 85

QUALIDADE DE VIDA; CUIDADOS DE ENFERMAGEM; ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE; NÍVEL DE SAÚDE

013
TONETTO, Isabela Fernandes de Aguiar; BAPTISTA, Marcelo Henrique Barbosa; GOMIDES, Danielle dos Santos; PACE, Ana Emília. Qualidade de vida das pessoas com diabetes mellitus. Revista da Escola de Enfermagem da USP, São Paulo, v. 53, e03424, 2019. Disponível em Scielo

Objetivo: Analisar a qualidade de vida de pessoas com diabetes mellitus tipo 2, nos três níveis de atenção à saúde. Método: Estudo quantitativo, transversal e descritivo, realizado em unidades de atenção primária, secundária e terciária à saúde com pessoas em atendimento ambulatorial. Utilizou-se do instrumento validado Diabetes-39 para avaliar a qualidade de vida. Resultados: A amostra foi constituída por 53 pessoas. Observou-se tendência crescente no comprometimento da qualidade de vida do nível de atenção primária a terciária. Na amostra total, houve diferenças entre domínios da qualidade de vida com as variáveis sexo, uso de insulina e ocupação, maior percepção do comprometimento da qualidade de vida e gravidade da doença nas pessoas com maiores taxas de hemoglobina glicada. Conclusão: A qualidade de vida tende a piorar à medida que a doença se agrava. Os resultados sugerem que a qualidade de vida se relaciona com as variáveis sociodemográficas e clínicas, portanto, essas devem ser consideradas no cuidado.

Fim do conteúdo da página