Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Edições 2020 > IS nº 01 > DIABETES MELLITUS TIPO 2
Início do conteúdo da página

NEOPLASIAS DA MAMA

Publicado: Segunda, 13 de Janeiro de 2020, 17h52 | Acessos: 46

ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE; GESTÃO EM SAÚDE; SAÚDE DA MULHER; AVALIAÇÃO EM SAÚDE

016
GOLDMAN, Rosely Erlach et al. Rede de Atenção ao Câncer de Mama: perspectiva de gestores da saúde. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 72, supl. 1, p. 274-281, jan./fev. 2019. Disponível em Scielo

Objetivo: Analisar a organização da Rede de Atenção ao Câncer de Mama, segundo a perspectiva de gestores da Coordenadoria Regional de Saúde Sudeste do município de São Paulo. Método: Estudo descritivo, com abordagem qualitativa, realizado com sete gestores dessa Coordenadoria. Os dados da entrevista foram analisados com base nos componentes da estrutura operacional da Rede de Atenção à Saúde: centro de comunicação; pontos de atenção secundários e terciários; sistemas de apoio; sistemas logísticos; e sistema de governança. Resultados: Há heterogeneidade na operacionalização da Rede de Atenção e os obstáculos para sua integração e integralidade foram: fragilidade do vínculo com as usuárias; alta rotatividade de profissionais na Atenção Primária à Saúde; ausência de padronização do sistema de referência e contrarreferência, e baixa cooperação entre serviços de saúde municipais e estaduais. Considerações finais: A organização da Rede de Atenção ao Câncer de Mama se apresenta fragmentada, comprometendo, desse modo a integralidade do atendimento.

Fim do conteúdo da página