Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas Notícias > Sarampo: sintomas, prevenção, causas, complicações e tratamento
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Sarampo: sintomas, prevenção, causas, complicações e tratamento

  • Publicado: Terça, 20 de Agosto de 2019, 12h11
  • Última atualização em Terça, 20 de Agosto de 2019, 14h09

Sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, e pode ser fatal. A única maneira de evitar o sarampo é por meio da vacinação.

Transmissão:

O vírus se instala na mucosa do nariz e dos seios da face para se reproduzir e depois vai para a corrente sanguínea. O sarampo é tão contagioso que uma pessoa infectada pode transmitir a doença para 90% das pessoas próximas que não estejam imunizadas. A transmissão pode ocorrer entre 4 dias antes e 4 dias depois do aparecimento de manchas vermelhas pelo corpo. Despois do contato com alguém doente, a pessoa pode apresentar os sintomas em média após 10 dias, variando de 7 a 18 dias.

Sintomas iniciais:

- febre acompanhada de tosse;
- irritação nos olhos;
- nariz escorrendo ou entupido;
- falta de apetite;
- mal-estar intenso.

Nesse período podem ser observadas, na parte interna das bochechas, manchas brancas que são características da doença. Em 3 a 5 dias, podem aparecer outros sinais e sintomas, como manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas que, em seguida, se espalham pelo corpo. Após o aparecimento das manchas vermelhas, a persistência da febre é um sinal de alerta e pode indicar gravidade, principalmente em crianças menores de 5 anos de idade.

Complicações:

O sarampo é uma doença grave que pode deixar sequelas por toda a vida ou causar a morte. As principais complicações variam de acordo com as fases da vida do paciente, como:

Crianças: pneumonia; infecções de ouvido; encefalite aguda (inflamação no encéfalo - parte do sistema nervoso dentro do crânio); morte.

Adultos: pneumonia.

Gestantes: parto prematuro; bebê com baixo peso.

Tratamento:

O sarampo não tem tratamento específico. Os medicamentos são utilizados para reduzir o desconforto provocado pelos sintomas da doença. Sob orientação médica, podem ser prescritos medicamentos para febre, hidratação oral, terapia nutricional com incentivo ao aleitamento materno e higiene adequada dos olhos, da pele e das vias aéreas superiores. As complicações bacterianas do sarampo devem ser tratadas especificamente.

Prevenção:

A única forma de prevenir o sarampo é por meio da vacinação. As vacinas são ofertadas nas mais de 36 mil salas de vacinação disponíveis nos postos de saúde do SUS em todo o país, sendo gratuitas e seguras.

Fontes:

Ministério da Saúde
Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo

registrado em:
Fim do conteúdo da página