link para a Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da SaúdeImagem Dicas em Sa˙deClique aqui para imprimirClique aqui para fechar a página
 link para a Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde Elaborada em março de 2013
Aumenta a letra do texto Diminui a letra do texto
Doenças transmitidas por alimentos e água

São doenças que ocorrem devido à ingestão de alimentos, bebidas e água, contaminados por: microrganismos como bactérias, vírus, parasitas, príons e toxinas; ou por produtos químicos, agrotóxicos e metais pesados ou outros contaminantes. São conhecidas, também, como infecção ou intoxicação alimentar.


Sintomas
Os mais comuns são: diarréia líquida, náusea, vômitos, cólicas abdominais, e febre em alguns casos. Os sintomas podem durar de um dia a uma semana, em geral três dias. Alguns microrganismos podem causar sintomas mais graves, como distúrbios neurológicos, nos rins, no fígado, alérgicos, infecção generalizada, e até morte.


Causas mais freqüentes de contaminação dos alimentos?
Um dos principais problemas é o preparo inadequado do alimento, seja pela falta de higienização da matéria‐prima, ou pela falta de higienização das mãos e dos utensílios e das superfícies da pia, pelo cozimento inadequado, etc. Manipuladores de alimentos, com lesões na pele ou com ferimentos nas mãos, podem transmitir microrganismos para os alimentos e causar doenças nos consumidores. Outro importante problema é o hábito de deixar os alimentos preparados ou suas sobras muito tempo fora da geladeira, isto é, em temperatura ambiente. Sabe‐se que duas horas após seu preparo, bactérias e toxinas começam a se desenvolver/multiplicar‐se nos alimentos.
Determinados hábitos alimentares também contribuem para a ocorrência dessas doenças: a ingestão de determinados produtos de origem animal (carnes bovina, suína, aves, ovos, peixes e frutos do mar, leite e derivados não pasteurizados), crus ou mal cozidos, representam importante fator de risco para a ocorrência de gastrenterites e de outras formas de DTA. Verduras cruas e frutas devem sempre ser higienizadas e desinfetadas antes de se consumir.

Tratamento
Para a doença diarréica aguda/diarréia aguda/gastrenterite, o tratamento básico é feito a partir de ingestão de sais hidratantes orais, e de muito líquido (água potável/tratada, sucos). Para os casos mais graves que exijam internação, pode ser necessária hidratação endovenosa e outros procedimentos médicos dependendo das manifestações clínicas e dos órgãos afetados. Não há vacinas para a grande maioria de agentes que provocam doenças. Há vacina para determinados tipos de rotavírus (indicada para crianças menores de 1 ano) e contra a hepatite A. As vacinas contra a cólera e febre tifóide não oferecem imunidade duradoura e são utilizadas em situações específicas.


Prevenção

- Cozinhar, assar ou fritar muito bem as carnes (bovina, suína, aves, peixes) e todos os alimentos de origem animal, como ovos;
- durante o preparo, procure não misturar os alimentos. Depare os que já foram lavados dos que ainda não foram. Não utilize a mesma faca para cortar alimentos diferentes. Talheres e tábuas de madeira devem ser muito bem lavados com água e sabão e deixados secar completamente antes de serem guardados;
- lavar sempre as mãos antes de iniciar o preparo dos alimentos, antes de comer, após utilizar o banheiro e ao chegar da rua;
- lavar bem frutas e verduras, com água potável;
- comprar alimentos de origem animal de fontes confiáveis. Não compre produtos de origem clandestina ou desconhecida;
- sempre aquecer ou reaquecer os alimentos antes de consumi-los, mesmo que estejam guardados em geladeira;
- em padarias e confeitarias, não consuma tortas, bolos ou salgados recheados que estejam em temperatura ambiente. Esses produtos devem ser mantidos refrigerados;
- as sobras de alimentos devem ser guardadas em geladeira. Duas horas em temperatura ambiente são suficientes para que microorganismos e toxinas comecem a se desenvolver;
- latas e garrafas de refrigerantes ou outras bebidas devem ser lavadas com água e sabão antes de serem guardados em geladeira e ou consumidos;
- maioneses e outros molhos devem ser consumidos quando estiverem em saches. Não consuma esses alimentos quando acondicionados em bisnagas e frascos reutilizáveis;
- observe sempre a higiene e a forma como os alimentos são acondicionados ao comer fora de casa.

Não seja uma fonte de transmissão para outras pessoas ‐ se você estiver doente, evite preparar alimentos que serão consumidos por outras pessoas, pois pode haver contaminação e propagação para outras pessoas. Diarréias, febre tifóide, hepatite A, e inclusive gripes e resfriados, podem ser veiculados para outras pessoas quando contaminam alimentos que foram preparados por pessoas com essas doenças.

 IMPORTANTE