2.5 Programa do evento

Apresentação

Os dinâmicos processos de definição da Agenda Nacional de Prioridades de Pesquisa em Saúde (ANPPS) e de elaboração da Política Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde (PNCTIS), em julho de 2004, resultaram em marcos emblemáticos nas ações de fomento desenvolvidas pelo Departamento de Ciência e Tecnologia (Decit), da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (SCTIE). Essas duas ferramentas - concebidas e implementadas a partir de um amplo e sistematizado debate que gestores, pesquisadores, usuários, trabalhadores da saúde e representantes da sociedade - permitiram, entre 2004 e 2005, a publicação de 22 editais de pesquisa em saúde em diversas áreas do conhecimento e o financiamento de 1.210 estudos, inscrevendo o Ministério da Saúde no esforço nacional de pesquisa em saúde.

Para aprimorar o processo de construção colegiada dos editais e ampliar as instâncias de debate e interlocução entre gestores, usuários e pesquisadores, será realizada a Oficina de Prioridades de Pesquisa sobre Doenças Negligenciadas, uma importante iniciativa que reunirá, no Rio de Janeiro, no Hotel Othon, nos dias 05,06 e 07 de abril, representantes significativos desses segmentos.

Em 2006, o Decit prossegue com o propósito de se aproximar das necessidades de saúde da população, expressas na Política Nacional de Saúde, nas quais a pesquisa pode contribuir para alcançar a integralidade, eqüidade e resolutividade do SUS. Nesse ano, s erão lançados mais 15 editais nas áreas de Comunicação e Informação em Saúde; Gestão do Trabalho; Gestão da Educação; Avaliação de Tecnologias em Saúde; Kits Diagnóstico; Genética Clínica; Saúde e Ambiente; Saúde da População Negra; Saúde da Pessoa com Deficiência; Envelhecimento populacional e saúde da pessoa idosa; Saúde da População Masculina; Determinantes Sociais; Doenças negligenciadas e Fármacos.

A lógica de elaboração dos editais segue os temas apontados na ANPPS, ultrapassando, em muito, a simples enumeração de enfermidades e agravos, e considerando, especialmente, as necessidades de estudos para aperfeiçoamento das políticas, as lacunas de conhecimento existentes nas áreas e a disponibilidade de recursos financeiros.

Na O ficina serão definidas as prioridades de pesquisa nas áreas das seis doenças negligenciadas prioritárias nesse momento no Brasil: Dengue Doença de Chagas, Hanseníase, Leishmaniose, Malária e Tuberculose.

Objetivos

A. Definir prioridades de pesquisa sobre Doenças Negligenciadas.

B. Favorecer a construção do consenso técnico e político entre gestores e pesquisadores na definição de temas prioritários de pesquisa em Doenças Negligenciadas.

Programação

5 de abril

19h30 Painel de Abertura

Dr José Agenor Álvares da Silva .

Ministro Inteirino da Saúde

Dr. Wanderley de Souza

Secretário de Ciência e Tecnologia do Estado do Rio de Janeiro

Dr. Moisés Goldbaum

Secretário de Ciência Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde.

Dr. Jarbas Barbosa

Secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde

Dr. Paulo Marchiori Buss

Presidente da Fundação Oswaldo Cruz - Fiocruz

Dr. Reinaldo Felipe Nery Guimarães

Vice-Presidente de Pesquisa e Desenvolvimento da Fiocruz

Drª. Suzanne Jacob Serruya

Diretora do Departamento de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde

Dr. Carlos M. Morel

Diretor do Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde Fiocruz

Dr. Manoel Barral Netto

Diretor de Programas Temáticos e Setoriais do CNPq

20h10 Conferência: Doenças Negligenciadas no Brasil

Dr. Jarbas Barbosa

Secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

21h Coquetel.

6 de abril

8h30 às 11h - Mesa redonda: A Importância da Definição de Prioridades de Pesquisa em Saúde.

Coordenação: Dr. Moisés Goldbaum (15')

Fomento à Pesquisa em Saúde: A experiência do Decit. (30')

Drª. Suzanne Jacob Serruya

Estudo sobre Carga de Doença no Brasil: Estado atual e perspectivas. (30')

Dr. Iuri Leite

Prioridades de Pesquisa em Doenças Negligenciadas e Inovação em Saúde (30')

Dr. Carlos M. Morel

14h às 18h - Trabalhos em grupo

7 de abril

8h30 às 12h30 - Trabalhos em grupo

12h30 às 14h Almoço

14h às 16h30 Painel de apresentação das prioridades de pesquisas

Coordenação: Drª. Suzanne Jacob Serruya Decit/SCTIE/MS

14h às 14h20 Malária

14h20 às 14h40 - Doença de Chagas

14h40 às 15h - Dengue

15h às 15h20 - Leishmaniose

15h20 às 15h40 - Tuberculose

15h40 às 16h - Hanseníase

16h30 - Encerramento