Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas Notícias > Lei nº 8080: 30 anos de criação do Sistema Único de Saúde (SUS)
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Segundos salvam vidas - higienize as mãos! 05/5 – Dia Mundial da Higiene das Mãos

  • Publicado: Terça, 04 de Maio de 2021, 17h39
  • Última atualização em Terça, 04 de Maio de 2021, 17h56

A campanha global Salve Vidas: Higienize Suas Mãos, lançada em 2009 e celebrada anualmente em 5 de maio - Dia Mundial da Higiene das Mãos - tem como objetivos conscientizar, promover, dar visibilidade e sustentabilidade a esse tema nos cuidados de saúde, unindo as pessoas em apoio à melhoria da higiene das mãos em todo o mundo.

O tema da campanha é Alcançando a higiene das mãos no local de atendimento e o slogan: 'segundos salvam vidas - higienize as mãos!'

Para o as comemorações de 2021, a OMS convoca os profissionais de saúde para realizar uma ação eficaz de higiene das mãos no local de atendimento. O ponto de cuidado refere-se ao lugar onde três elementos se encontram: o paciente, o profissional de saúde e o cuidado ou tratamento que envolve o contato com o paciente ou seu entorno.

Esta prática, de alcance universal, é baseada nas melhores evidências e tem impacto comprovado na qualidade do atendimento e segurança do paciente em todos os níveis do sistema de saúde. A adequada higienização das mãos contribui para prevenir e controlar infecções relacionadas à assistência à saúde.

Para ser eficaz e prevenir a transmissão de microrganismos infecciosos durante a prestação de cuidados de saúde, a higienização das mãos deve ser realizada sempre que necessário e da forma mais eficaz, usando a técnica certa com produtos prontamente disponíveis no local de cuidado.

A correta higienização das mãos deve ocorrer em 5 momentos específicos:

- Antes de tocar o paciente;
- Antes da realização de procedimento limpo/asséptico;
- Após o risco de exposição a fluidos corporais ou excreções;
- Após tocar o paciente;
- Após tocar superfícies próximas ao paciente.

As infecções relacionadas à assistência à saúde afetam centenas de milhões de pessoas em todo o mundo e tem impacto significativo para pacientes e sistemas de saúde.
Em países desenvolvidos essas infecções representam cerca de 5% a 10% das internações hospitalares e nos países em desenvolvimento pode acometer mais de 25%.

A higiene das mãos (com preparação alcoólica ou com sabonete líquido e água) é uma das ações mais eficazes que se pode executar para reduzir a propagação de patógenos e prevenir infecções, incluindo a COVID-19. Assim, tanto os profissionais de saúde quanto a comunidade podem desempenhar um papel importante na prevenção das infecções, praticando a higiene frequente das mãos e salvando vidas.


Fontes:

Agência Nacional de Vigilância Sanitária: segurança do paciente - higienização das mãos

Conselho Federal de Enfermagem

World Health Organization

registrado em:
Fim do conteúdo da página