Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > 2002 - 1992
Início do conteúdo da página

2002 a 1992

Publicado: Segunda, 01 de Dezembro de 2014, 14h31 | Acessos: 2423
José Serra

José Serra

31/03/98 a 20/02/02

Nasceu em São Paulo (SP), em 19 de março de 1942. Diplomou-se em Engenharia Civil, na Escola Politécnica de São Paulo, em 1964. Presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal, desde março de 1997, Serra foi convidado no ano seguinte para substituir Carlos Albuquerque na pasta da Saúde. A criação de um endereço eletrônico para os hospitais públicos divulgarem os preços dos remédios foi uma das primeiras medidas que tomou, permitindo aos administradores comparar as cotações dos produtos. Como ministro, cuidou da regulamentação dos planos e seguros de saúde, em consonância com a lei aprovada pelo Congresso Nacional. As novas regras pretendiam amenizar problemas criados pela privatização desses serviços no país, facultando aos milhões de usuários de planos e seguros de saúde contratos mais transparentes e coberturas mais amplas. Em fevereiro de 2002, deixou a pasta para candidatar-se à Presidência da República, sendo substituído pelo secretário-executivo, Barjas Negri.

Carlos César de Albuquerque

Carlos César de Albuquerque

13/12/96 a 30/03/98

Nasceu em Barra do Ribeiro (RS), em 19 de julho de 1940. Em 1966, graduou-se pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Elegeu-se presidente do Hospital das Clínicas de Porto Alegre, em agosto de 1984. Dois meses depois, obteve os títulos de especialista em Cardiologia e Medicina Interna do Conselho Federal de Medicina. Em dezembro de 1996, assumiu o cargo de Ministro da Saúde, em substituição a José Carlos Seixas. Defendeu a descentralização do Sistema Único de Saúde (SUS) e o combate ao desperdício e à corrupção. O lançamento do Piso Assistencial Básico (PAB), previsto para vigorar a partir de novembro de 1997, foi a principal realização de Albuquerque como ministro. Concebido por Adib Jatene, o plano previa o fim da tabela única de preços e do pagamento por produção. Em 30 de março de 1998, deixou o Ministério da Saúde para dar lugar ao ex-ministro do Planejamento, José Serra.

José Carlos Seixas

José Carlos Seixas

07/11/96 a 12/12/96

Nasceu em Marília (SP), em 19 de dezembro de 1937. Médico sanitarista, formou-se pela Universidade de São Paulo (USP), em 1963. Possui especialização em Administração Hospitalar, obtida na mesma instituição de ensino, e em Planejamento pelo ILPES/OPAS do Chile. Em 1972, obteve doutorado pela Faculdade de Saúde Pública da USP. Entre as funções públicas destacam-se: secretário-adjunto da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e professor de Administração e Políticas de Saúde, na Faculdade de Saúde Pública da USP. Além disso, foi secretário-executivo e secretário-geral do Ministério da Saúde.

Adib Domingos Jatene

Adib Domingos Jatene

01/01/95 a 06/11/96

Nasceu em Xapuri (AC), em 04 de junho de 1929. Formou-se, em 1953, pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Em 1980, fundou e presidiu o Conselho Nacional de Secretários de Saúde. Foi membro de diversas associações médicas, como a Sociedade Brasileira de Cardiologia. Em 1992, assumiu o Ministério da Saúde, por indicação do ministro da Justiça, Jarbas Passarinho. Jatene afirmou que seu projeto seria voltado para a prevenção, imunização, saneamento básico e educação sanitária. Anunciou os planos de erradicação do sarampo e do tratamento de esgotos no Nordeste, além da implementação do trabalho dos agentes comunitários de saúde. A convite do presidente Fernando Henrique Cardoso, em 1995, ocupou o Ministério da Saúde pela segunda vez. Jatene empenhou-se para a aprovação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) no Congresso Nacional. Ao deixar o ministério, a imprensa atribuiu a Jatene o mérito pela aprovação da CPMF, como forma de resolver, em grande parte, o problema da falta de recursos para a área de saúde. Mostrou preocupação permanente em disciplinar e sanear o Sistema Único de Saúde e em elaborar o projeto de lei regulamentando a atuação das administradoras de planos de saúde.

Henrique Antônio Santillo

Henrique Antônio Santillo

30/08/93 a 31/12/94

Nasceu em Ribeirão Preto (SP), em 23 de agosto de 1937. Formou-se pela Faculdade de Medicina da Universidade de Minas Gerais, especializando-se em Pediatria. Em agosto de 1993, foi empossado no cargo de ministro da Saúde do governo de Itamar Franco, que sucedera Fernando Collor. Entre as principais realizações, destacam-se o Disque-Saúde, a confirmação da erradicação da paralisia infantil por parte da Organização Mundial da Saúde (OMS) e a implementação das propostas em municipalização da saúde. Além disso, baixou portaria proibindo a propaganda de cigarros nos meios de comunicação. Deixou o ministério em dezembro de 1994, dias antes do fim do mandato de Itamar Franco.

Saulo Pinto Moreira

Saulo Pinto Moreira

19/08/93 a 29/08/93

Nasceu em Miracema (RJ), em 15 de fevereiro de1922. Em 1946, diplomou-se pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal Fluminense. Foi professor na Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora (MG), prefeito de Juiz de Fora e assessor especial da Secretaria da Presidência da República, no governo de Itamar Franco. Em 19 de agosto de 1993, assume, interinamente, a pasta do Ministério da Saúde, em substituição a Jamil Haddad.

Jamil Haddad

Jamil Haddad

08/10/92 a 18/08/93

Nasceu na cidade do Rio de Janeiro (RJ), então Distrito Federal, no dia 2 de abril de 1926. Iniciou o curso de Medicina em 1944, na Universidade do Brasil - hoje Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), graduando-se em 1949. Com a posse do vice-presidente Itamar Franco (1992-1994), Jamil Haddad assumiu a pasta da Saúde, em substituição a Adib Jatene. Com o objetivo de fabricar remédios mais baratos nos laboratórios oficiais, a proposta de um orçamento maior para a Central de Medicamentos (Ceme) foi uma das principais ações. Além disso, destacam-se a criação de farmácias populares para vender medicamentos produzidos pelas faculdades de farmácia e a implantação do Sistema Único de Saúde em quatrocentos municípios.

registrado em:
Fim do conteúdo da página