Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Dicas em Saúde > Papanicolau (exame preventivo de colo de útero)
Início do conteúdo da página

Cuidados com os saneantes (desinfetantes, detergentes, etc.)

Publicado: Sexta, 04 de Setembro de 2015, 15h52 | Acessos: 4538

O que são saneantes?

São todos os produtos usados na limpeza e conservação de ambientes (casas, escritórios, lojas, hospitais). Os saneantes são importantes na limpeza de casas e outras locais, pois, ao acabar com a sujeira, evitam o aparecimento de doenças causadas por germes e bactérias.

Exemplos de saneantes:

- detergente líquido: utilizado para limpar pratos, copos, talheres;
- detergente em pó e sabão em pó: tiram a sujeira das roupas;
- cera: dá brilho e proteção aos pisos e assoalhos;
- água sanitária: desinfeta pisos, azulejos, banheiros, cozinhas e branqueia as roupas;
- inseticida, repelente de insetos e raticida: mata ou expulsa insetos ou roedores dos ambientes;
- desinfetante: mata germes e bactérias.

Como os saneantes são controlados?

Para serem vendidos em supermercados, lojas, mercearias ou outros locais de comércio, é necessário que as empresas fabricantes desenvolvam produtos seguros, que dêem bons resultados e com rigoroso controle de qualidade.

Todos os fabricantes têm de seguir as normas legais e técnicas e, ainda, obter autorização do Ministério da Saúde (por meio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa), para cada produto vendido.

Saneantes clandestinos (piratas):

São aqueles que estão à venda sem a autorização do Ministério da Saúde, ou seja, produtos que não foram avaliados para comprovar sua qualidade e segurança para uso, manuseio, armazenamento. Na maioria das vezes não têm ação contra germes e/ou não limpam as superfícies porque sua formulação não possui os ingredientes próprios para isso.

Não compre nem use:

- produtos saneantes vendidos por ambulantes em carros, caminhões, etc.;
- produtos saneantes vendidos em garrafas de refrigerantes e outras bebidas;
- produtos que não tenham data de fabricação, prazo de validade e número de lote do produto;
- produtos cujas embalagens pareçam ter sido abertas, estejam amassadas, enferrujadas, estufadas, rasgadas ou furadas;
- produtos que estejam em grandes volumes (barris, tonéis) e que são passados para outras embalagens no momento da compra;
- produtos sem rótulo.

Alertas:

- guarde produtos saneantes bem longe de alimentos, bebidas, medicamentos e cosméticos;
- mantenha os produtos saneantes fora do alcance de crianças e animais, pois podem atrair a atenção, principalmente de crianças pequenas, entre 1 e 5 anos de idade, causando acidentes graves;
- não reutilize as embalagens vazias dos produtos, pois sempre ficam resíduos. Jogue fora no lixo a ser coletado pelo serviço de limpeza de sua cidade;
- mantenha os saneantes protegidos do sol, da chuva, da umidade e bem longe do calor e do fogo, pois muitos deles são inflamáveis;
- não perfure nem jogue no fogo as embalagens em aerossol e nunca vire o aerossol ou spray na direção do rosto;
- não utilize xícaras, copos ou colheres de uso doméstico para medir saneantes, a menos que sejam separados exclusivamente para isso;
- todo produto tem que ter rótulo com as informações obrigatórias definidas pela Anvisa.

O rótulo deve conter:

- nome do fabricante ou importador, com endereço completo, telefone e nome do responsável técnico;
- número do registro no Ministério da Saúde/Anvisa;
- instruções de uso;
- avisos sobre os perigos e informações de primeiros socorros;
- número de telefone para atendimento ao consumidor.

O rótulo não pode estar rasgado, descolado, manchado ou ilegível.


IMPORTANTE: Somente médicos e cirurgiões-dentistas devidamente habilitados podem diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. As informações disponíveis em Dicas em Saúde possuem apenas caráter educativo.

Dica elaborada em janeiro de 2.009.

Fonte:
Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Orientações para os consumidores de saneantes

registrado em:
Fim do conteúdo da página