Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Dicas em Saúde > Acidentes por mergulho
Início do conteúdo da página

Gastrite

Publicado: Terça, 04 de Junho de 2019, 14h37 | Acessos: 4695

A gastrite é uma inflamação do revestimento interno do estômago. Pode ser aguda, quando aparece de repente e dura pouco, ou crônica, quando se instala aos poucos e leva muito tempo para ser controlada.

Causas:

- uso prolongado de medicamentos como aspirina ou anti-inflamatórios;
- consumo de álcool;
- hábito de fumar;
- infecção pela bactéria Helicobacter pylori;
- gastrite autoimune – ocorre quando o sistema imune produz anticorpos que agridem e destroem as células gástricas do próprio organismo.

Sintomas:

- dor de estômago intensa;
- azia;
- indigestão;
- sensação de estufamento;
- perda de apetite;
- náusea e vômito;
- presença de sangue nas fezes e no vômito.

Diagnóstico:

Baseia-se no exame físico e na análise da história clínica do paciente. O médico poderá solicitar exames, como: raios-X, endoscopia e biópsia.

Tratamento:

O tratamento da gastrite tem de levar em conta a sua causa e, além dos medicamentos prescritos pelo médico, é possível contornar o problema mudando a alimentação e melhorando o estilo de vida.

Prevenção:

- respeite os horários das refeições. Separar algum tempo para café da manhã, almoço e jantar tranquilos não é luxo, é necessidade;
- prefira fazer pequenas refeições ao longo do dia a fazer uma grande refeição depois de muitas horas em jejum;
- mastigue bem os alimentos, pois a digestão começa na boca;
- dê preferência a frutas menos ácidas, verduras e carnes magras. Evite:
- tomar analgésicos;
- café;
- chá mate;
- chocolate;
- refrigerantes;
- sal em excesso;
- enlatados;
- embutidos;
- bebidas alcoólicas;
- pimenta-do-reino;
- leite e derivados;
- frituras;
- gorduras em excesso.

Procure um médico e siga suas recomendações se tiver azia, má digestão e sensação de estômago cheio depois de ingerir pequenas porções de alimentos.

IMPORTANTE: Somente médicos e cirurgiões-dentistas devidamente habilitados podem diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. As informações disponíveis em Dicas em Saúde possuem apenas caráter educativo.

Dica elaborada em abril de 2.019.

Fontes:

Dr. Dráuzio Varella

Hospital Infantil Sabará

Hospital Sírio Libanês

Instituto Oncoguia

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página