Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Dicas em Saúde > Choque anafilático
Início do conteúdo da página

Acne

Publicado: Terça, 12 de Maio de 2015, 09h37 | Acessos: 2529

Acne é uma doença de pele que ocorre quando as glândulas secretoras de óleo (glândulas sebáceas) tornam-se inflamadas ou infectadas, provocando cravos, espinhas, cistos, caroços e cicatrizes.

A acne aparece na puberdade induzida pelo início da produção de hormônios femininos (estrógenos) e masculinos (andrógenos). Apesar da maioria dos casos de acne se resolver espontaneamente na segunda década da vida, há exceções e algumas pessoas continuam apresentando os sintomas durante a vida adulta, até cerca de 35 anos. A acne aparece com maior freqüência no rosto, peito e costas, onde o número de glândulas sebáceas é maior. Desenvolve-se em pessoas com tendência hereditária; isto significa que um jovem, cujo pai e mãe tiveram acne, tem maior chance de apresentá-la. No entanto, você pode ser o primeiro a ter espinhas em sua família, assim como todos os irmãos ou somente um deles pode apresentar pele acneica. A acne pode ter graus variados, com maior ou menor inflamação. Ela sempre é mais grave quando apresenta cistos, caroços e muitas lesões.

Como ocorre? 
Acne é causada por infecção ou inflamação das glândulas sebáceas na base dos pelos. Os poros da pele ficam cheios deste material, formando os chamados cravos. Estes podem romper-se, liberando o material de seu interior na pele, isto gera as espinhas.

Quais são os sintomas?

- cravos brancos, que são glândulas sebáceas obstruídas, com seu orifício fechado;
- cravos pretos, que são glândulas sebáceas obstruídas, cujo orifício está aberto. O óleo torna-se escuro quando exposto ao ar;
- pústulas (espinhas), que são glândulas sebáceas vermelhas, inflamadas, infectadas, algumas vezes cheias de pus;
Algumas espinhas podem ser dolorosas e, em casos graves, cistos (elevações cheias de líquido), podem desenvolver-se sob a pele.

Quais os tipos de acne?

Acne Grau I: apenas cravos, sem lesões inflamatórias (espinhas). 
Acne Grau II: cravos e espinhas pequenas, com pequenas lesões inflamadas e pontos amarelos de pus (pústulas).
Acne Grau III: cravos, espinhas pequenas e lesões maiores, mais profundas, dolorosas, avermelhadas e bem inflamadas (cistos).
Acne Grau IV: cravos, espinhas pequenas e grandes lesões císticas, múltiplos abscessos interconectados e cicatrizes irregulares resultando em deformidade da área afetada (acne conglobata).

Como é tratada?

O tratamento tem como objetivos manter a sujeira e o óleo fora dos poros, reduzindo assim a inflamação e será indicado por um médico dermatologista, que avaliará o grau de sua acne e prescreverá os medicamentos mais indicados, que poderão ser de uso local ou também medicamentos via oral, dependendo da intensidade do quadro.

Como posso me cuidar? 

Siga o tratamento prescrito por seu médico. Além disso:

- lave seu rosto 2 vezes por dia com um sabão suave, neutro; 
- lave suas mãos com freqüência, e evite tocar o seu rosto desnecessariamente;
- não esfregue sua pele nem esprema as espinhas para que não surjam cicatrizes;
- não descanse o rosto nas mãos enquanto você lê, estuda, ou vê televisão; 
- tente manter seus cabelos longe da face;
- evite o sol;
- embora nenhum estudo tenha comprovado uma relação entre acne e alimentação, algumas pessoas têm notado que sua acne piora após a ingestão de certos tipos de alimentos. Tente manter um registro de sua alimentação e observar se há algum tipo de comida que piora a sua acne;
- não perca as consultas de acompanhamento com seu médico. Mantenha um registro dos tratamentos que você usou, e como eles funcionaram. Há muitas alternativas para você e seu médico, então não desista!

 

IMPORTANTE: Somente um médico pode diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. As informações disponíveis em Dicas em Saúde possuem apenas caráter educativo.

Dica elaborada em fevereiro de 2012

Fonte:

Sociedade Brasileira de Dermatologia

registrado em:
Fim do conteúdo da página