Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Edições 2017 > IS nº 04 > ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA
Início do conteúdo da página

SÍNDROME DE IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA

Publicado: Segunda, 06 de Novembro de 2017, 17h16 | Acessos: 2833

QUALIDADE DE VIDA; ASSISTÊNCIA AO PACIENTE

117
JESUS, Giselle Juliana de et al. Dificuldades do viver com HIV/Aids: entraves na qualidade de vida. Acta Paulista de Enfermagem, São Paulo, v. 30, n. 3, p. 301-307, maio/jun. 2017. Disponível em Scielo

Objetivo: Identificar e explorar as dimensões das dificuldades enfrentadas por Pessoas Vivendo com HIV/Aids no manejo da doença. Métodos: Estudo descritivo, exploratório, de abordagem qualitativa desenvolvido em Serviços de Atendimento Especializado, com 26 pacientes. As entrevistas gravadas foram transcritas e posteriormente, processadas analisadas pela Classificação Hierárquica Descendente. Os achados foram fundamentados no Discurso do Sujeito Coletivo. Resultados: Obteve-se cinco classes: “O preconceito intrafamiliar e seu impacto no enfrentamento da doença”; “Preconceito social: os impactos do macroambiente”; “As dificuldades em gerenciar o risco de transmissão do HIV/Aids e as implicações em parcerias”, “A manutenção de altas taxas de adesão ao tratamento do HIV/Aids: qualificando o serviço” e “ Promovendo a qualidade de vida em pessoas vivendo com HIV/Aids”. Conclusão: As dificuldades experienciadas vão muito além da doença, tomando aspectos íntimos, centrais ligadas ao preconceito, que impede seu desenvolvimento pessoal, profissional e afetivo expandindo-se a macro-conceitos abstratos como qualidade de vida.

Fim do conteúdo da página