Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Dicas em Saúde > Doenças sexualmente transmissíveis (DST)
Início do conteúdo da página

Medicamentos genéricos

Publicado: Sexta, 11 de Setembro de 2015, 16h04 | Acessos: 9017

O que são?

São medicamentos que têm as mesmas características e produzem no organismo os mesmos efeitos que um medicamento de marca, mas não têm nome comercial e são vendidos pelo princípio ativo (substância que produz os efeitos terapêuticos).

Os medicamentos genéricos passam por rigorosos testes de qualidade antes de terem seu registro e comercialização autorizados, por isso, têm a mesma qualidade que o medicamento de referência e vão produzir no organismo os mesmos efeitos.

Por que os genéricos são mais baratos?

São mais baratos por serem cópias de medicamentos já conhecidos e não precisam de investimento em pesquisa para o seu desenvolvimento.

É possível trocar um medicamento de referência por um genérico?

Sim, essa troca deve ser orientada pelo médico que prescreveu a receita ou indicada pelo farmacêutico, no momento da venda, mas nunca pelo balconista da farmácia.

Como identificar um genérico?

Pela embalagem que sempre traz escrito: “Medicamento Genérico – Lei 9.787/99” e uma tarja amarela com a letra G de genérico.

Onde encontrar a lista dos medicamentos genéricos?

As farmácias e drogarias estão obrigadas por lei a manter em local de fácil leitura para o consumidor a lista atualizada dos medicamentos genéricos.

Papel do médico

É o médico que deve prescrever o medicamento pela denominação genérica. Além disso, o médico deve orientar sobre a eficácia e segurança dos genéricos, esclarecendo as dúvidas dos pacientes sobre a equivalência com o medicamento de marca. Os médicos do setor público (SUS) são obrigados por lei a receitar o medicamento pela denominação genérica. Os profissionais do setor privado não têm essa obrigatoriedade, portanto, cabe ao consumidor estar bem informado e solicitar que ele receite o medicamento pela denominação genérica.

Papel do farmacêutico

É o farmacêutico que deve prestar informações sobre os medicamentos genéricos e orientar uma troca de medicamento de marca por genérico, nunca o balconista da farmácia.

Papel do consumidor

O consumidor tem direito a conhecer os medicamentos genéricos e ter acesso a eles, pois o genérico pode substituir o medicamento de marca com garantia do mesmo efeito terapêutico, por um preço muito menor.


IMPORTANTE: Somente médicos e cirurgiões-dentistas devidamente habilitados podem diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. As informações disponíveis em Dicas em Saúde possuem apenas caráter educativo.

Dica elaborada em novembro de 2.007.

Fonte:
Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Medicamentos genéricos: conheça mais sobre eles

registrado em:
Fim do conteúdo da página