Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Edições 2013 > IS nº 02 > FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS
Início do conteúdo da página

ACOLHIMENTO

Publicado: Terça, 12 de Maio de 2015, 14h55 | Acessos: 1718

ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE; SUS

032
GUERRERO, Patricia;MELLO, Ana Lúcia Schaefer Ferreira de;ANDRADE, Selma Regina de;ERDMANN, Alacoque Lorenzini. O acolhimento como boa prática na atenção básica à saúde. Texto & Contexto: Enfermagem, Florianópolis, v. 22, n. 1, p. 132-140, jan./mar. 2013. Disponível em Scielo

Objetivou-se compreender o acolhimento como boa prática de saúde desenvolvida na atenção básica, na percepção de gestores, profissionais da saúde e usuários, considerando as dimensões diálogo, postura e reorganização dos serviços de saúde. Trata-se de uma investigação descritivo-analítica, de natureza qualitativa. Como referencial teórico-metodológico utilizou-se a Teoria Fundamentada nos Dados.Os dados foram obtidos a partir de entrevistas realizadas com sete coordenadores, dez profissionais e doze usuários de Centros de Saúde de Florianópolis-SC. Na perspectiva das boas práticas, o acolhimento converte-se num ponto de intersecção entre diferentes sujeitos e práticas de cuidado na atenção básica à saúde, desdobrando-se nas dimensões acolhimento-diálogo, acolhimento-postura e acolhimento-reorganização dos serviços. O acolhimento desencadeia transformações no processo de trabalho, nas relações estabelecidas nos espaços de cuidado e no âmbito organizacional dos serviços. A interconexão da tríade reconfigura e renova as ações na atenção básica e contribui para a consolidação deste modelo de atenção à saúde.

Fim do conteúdo da página